quarta-feira, 15 de junho de 2011

Lembre-se

Lembre-se do que Deus já fez por você!


Se Deus nunca tivesse feito nada mais por você, ele ainda mereceria seu louvor ininterrupto pelo resto de sua vida, por causa do que Jesus fez por você na cruz.

O Filho de Deus morreu por você! Este é o maior de todos os motivos para adorar. Infelizmente, esquecemos os detalhes cruéis do torturante sacrifício que Deus fez a nosso favor.

Mesmo antes de sua crucificação, o Filho de Deus foi desnudado, espancado até ficar quase irreconhecível, açoitado, ridicularizado e escarnecido, coroado com espinhos e cuspido de forma humilhante. Ultrajado e ridicularizado por homens desalmados, ele foi tratado pior do que um animal.
Então, quase inconsciente pela perda de sangue, ele foi forçado a arrastar uma cruz colina acima, foi pregado nela e deixado para morrer com a lenta e excruciante tortura da morte por crucificação.
Enquanto seu sangue escorria, escarnecedores ficavam ao seu redor e gritavam insultos, desafiando sua afirmação de que era Deus.
Em seguida, como Jesus assumiu em si mesmo a culpa pelos pecados de toda a humanidade, Deus desviou os olhos daquela horrível visão, e Jesus gritou em total desespero: “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?”.

Jesus poderia ter se salvado — mas então não poderia salvar você.

Palavras não podem descrever as trevas daquele momento.
Por que Deus permitiu e suportou tão medonho e perverso ato de crueldade?
Por quê? Para que você pudesse ser poupado da eternidade no inferno e para que você pudesse partilhar de sua glória para sempre!

A Bíblia diz: "Em Cristo não havia pecado. Mas Deus colocou sobre Cristo a culpa dos nossos pecados para que nós, em união com ele, vivamos de acordo com a vontade de Deus". (2 Coríntios 5:21)

Jesus desistiu de todas as coisas para que você pudesse ter todas as coisas.
Ele morreu para que você pudesse viver para sempre.
Somente isso já vale seu agradecimento e louvor contínuo.
Você nunca mais deveria se perguntar por que motivo deveria ser grato.


Extraído de "Uma Vida com Propósitos" - Rick Warren
Capítulo 14 - Quando Deus parece distante

3 comentários:

Felipe Paulo disse...

Maria que mensagem abençoada, toca o coração. Deus é amor, e o seu amor foi estendido em nossas vidas.
Maria,
Ganhei um tarefa de fazer um tag,
e como as regras pede indicações eu
te indiquei. Participa por favor.
Esta publicado em páginas.

LUZ disse...

Boa noite,
Visualizei o seu blog de alto a baixo, com atenção.
O tema é a religião, que tanto tem para contar.
Sou crente, mas sou uma crente liberal. Oro quando me apetece, vou à igreja quando me apetece, enfim sou tipo ave.
Não fique assustada, porque eu sigo, em geral, caminhos de luz, de candura.
Gostei da sua metáfora, ao dizer que "não foram os pregos, que pregaram jesus na cruz, mas o amor, que ela tinha à HUMANIDADE.
Sem dúvida!!!!!!!
Não me tornarei sua seguidora hoje, porque não sei se o seu coração me aceita. Se não aceitar, eu não fico ofendida. Temos de fazer escolhas na vida.
Receba o meu carinho, em forma de luz.

afectosecumplicidades.blogspot.com

Mª Helynne disse...

Felipe.. que legal.. estarei participando.. em breve irei postar!

Luz.. com certeza, pode seguir! Você é muito bem vinda! Será um prazer tê-la como minha leitora, aproveite para comentar e deixar suas opiniões!

Peço ao Senhor que Ele abençoe todos que passam por aqui!
Galera... lembrem-se que Ele quer você 100%, pois todos somos feitos para a honra e glória de Deus, só com Ele nossas vidas têm sentido!